Amazon

Resenha: Move the stars - Jessica Hawkins

01:16:00

Sinopse:

Lake
Era um quente dia de verão quando o conheci na construção ao lado da casa dos meus pais. Se eu soubesse, então, o que eu sei agora, eu continuaria caminhando? Manning era mais velho, bronzeado, experiente - e eu confiei nele quando ele disse que a história seria apenas sobre nós. Eu havia mantido essas palavras por perto e desafiado o destino, mas eu perdi.

Uma parte de mim ainda é aquela garota de dezesseis anos que olha furtivamente para Manning, mas não importa o quão longe eu caio ou alto eu voe, eu sempre serei um pássaro sem seu urso e um nada sem ele.

Manning
Quando fecho os olhos, não posso mais vê-la. As decisões que tomei foram empurrar Lake na direção certa - longe de mim. Mas agora que ela se foi, eu teria feito essas mesmas escolhas?
Eu tinha me afastado como eu havia presumido. Eu tinha mantido minha distância. Eu regredi para manter Lake pura, mas ela não é mais aquela garota, e não sei se posso ficar mais longe. Só sei que não quero.
Ela ainda é tudo o que quero e nada que eu deveria ter, mas se alguém pode mover as estrelas, é a ursa-maior no céu.

Livro: Move the Stars ( Something in the Way, #3)| Autora: Jessica Hawkins | Ano de Lançamento: 2017 | Idioma: Inglês | Compre:Amazon | Classificação:5/5

Perfeição de final!
Depois de namorar algumas das capas da autora Jessica Hawkins, em fevereiro de 2017 eu resolvi ler Something in the way e esse livro se tornou uma das melhores surpresas do ano para mim.
Conheci Lake, Manning e antes mesmo do livro terminar, eu queria o último, que só seria lançado no final do ano.

Move the Stars até que enfim chegou e junto todas as minhas dúvidas, suspeitas e medos sobre o desenrolar dessa trama. Levando em consideração o final de Somebody else's sky (o segundo livro da série), todo o rumo dessa história era imprevisível e eu só tinha a certeza que viriam mais conflitos e também algumas conclusões. 

A autora Jéssica Hawkins conseguiu terminar a história de amor proibida de Lake e Manning de uma maneira agridoce, misturando ansiedade, esperança, mágoa, amor, desejo reprimido e uma boa dose de realidade.

 Move the stars - Jessica Hawkins

" A forma como ela olhava para mim, eu senti-me como um maldito rei naquele momento. Um rei tentado a devorar sua única súdita."

A princípio senti que a primeira parte de Move the stars estava grande demais e totalmente diferente do que eu aguardava. Segui os capítulos e lá pelos 50% constatei que fazia sentido e que não poderia ter sido de outra forma. A intensidade de Manning, a confusão dos sentimentos de Lake, os diálogos e reflexões não teriam uma forma melhor de serem mostrados como foram. E para terminar de maneira inesquecível, deixou aquele gostinho por mais que poucos livros conseguem despertar.

Acompanhar o amadurecimento de Lake e Manning, os erros que ambos cometem, a perseverança e a conexão entre eles ao longo desses três livros foi uma deliciosa e cativante tortura. 

Essa é uma das melhores séries que já li, quero ela publicada no Brasil.

Arc gentilmente cedido pela autora. Obrigada.


Sobre a série Something in the way:
Something in the way - Resenha - Amazon
Somebody else's sky - Resenha - Amazon
Move the stars - Amazon

Série Something in the way - Jessica Hawkins

Leia Também:

4 comentários

  1. Não conhecia a trilogia mas fiquei com muita curiosidade pela tua resenha, parecem muito bons =)

    MRS. MARGOT

    ResponderExcluir
  2. Eita série longa. Haja história. Mas estou esperando seus spoilers lá no zap hehehe. Amei a resenha

    ResponderExcluir

Inscreva-se no Feed