Arc

Blog Tour + Resenha: Livro Luka - Jane Harvey-Berrick

17:49:00

Sinopse:

Eu não sou um bom homem.
Eu não sou um homem mau.
Mas eu cometi alguns erros ruins, fiz escolhas erradas.
Quem não fez? Mas as consequências estão nos separando.
Eu amo duas pessoas.
Eu amo-os de forma diferente.
O mundo me diz que eu tenho que escolher. Por quê? Por que eu tenho que escolher?
Amar machuca.Dançar cura.
O amor faz você elevar-se, faz você voar e te libertar e, em seguida, ele te deixa em queda livre até que você está esmagado e sangrando no chão. Fundamentalmente, o amor é a pior coisa que pode acontecer a um ser humano.
Na minha opinião.
Eu amo duas pessoas.
Eu amo-os de forma diferente.
Uma delas é homem.
Uma delas é mulher.
E eles são irmão e irmã.


Livro 2 - História independente e integrante da série "The Rhythm"

Livro Luka | Autora: Jane Harvey-Berrick | Ano de Lançamento: 2016 | Idioma: Inglês | Compre:Amazon | Classificação: 5 /5


5 amorosas estrelas porque a Jane nunca decepciona! 

Luka chegou e mostrou que a autora veio disposta a fazer algo diferente assim como fez em Slave to the Rhythm, o livro anterior da série The Rhythm.
Novamente temos um dançarino como protagonista, mas sua jornada e seus dramas são mais internos, diferente do livro anterior em que o protagonista lutava para sobreviver e mostrar sua arte.
N​o início da leitura ​pensamos que a história ​será sobre um triângulo amoroso, passadas algumas páginas constatamos que será um romance gay, já ​na metade achamos ​que na verdade é sobre autoconhecimento e descobertas e já n​o final chegamos à conclusão ​que na verdade a história é sobre o encontro de um homem com seu verdadeiro amor.

Luka se encontra ao final de sua turnê e decide prolongar a estadia em Londres afim de descansar, conhecer a cidade e seguir seus treinos de dança com novos professores. Já na primeira noite algo acontece (o que ele sempre evitou de acontecer com​ companheiros de trabalho)
​ entre ele e sua amiga e companheira de espetáculo Sarah, que está de partida do país. 
​O dia passa e já sem a companhia da amiga, ​ele conhece Seth em uma festa​, alguém cuja personalidade é totalmente diferente do que o atrai. 
​Já no início do relacionamento eles descobrem que tem a Sarah em comum entre eles (irmã de Seth) mas essa informação não muda o desejo de se conhecerem melhor. Como Luka diz, se ele sente uma conexão com a  alguém, sendo homem ou mulher, ele segue seus instintos e "​deixa rolar" e é 
​com essa informação que passamos a torcer pelo casal. A interação entre eles é tão bem escrita que o fato de serem dois homens se torna irrelevante, lemos com foco de que​ tudo dê certo ​entre eles . O tempo passa, Sarah retorna, a vida dos três ganha novos sentidos e a vida de Luka dá um giro de 360°.
Um ponto interessante do livro é ele ser escrito na visão de Luka o tempo todo, o que faz com que ele tenha nossa simpatia desde o início. Sentimos e lamentamos todas as situações desagradáveis por ele sofridas e em determinadas partes até mesmo suas angústias, dúvidas e o sentimento de rejeição somos capazes de sentir. 
Isso é resultado também do talento da autora, que escreve de forma madura e conduz seus personagens dessa forma. Jane tem a capacidade de nos fazer simpatizar e repudiar seus personagens com a mesma intensidade.Ela tem a capacidade de mostrar os dois lados da moeda, de desenvolver os personagens e suas atitudes fazendo que o leitor entenda a razão de suas atitudes e sentimentos, sendo bastante real e sem apelar para algo novelístico e absurdo.

Luka - Jane Harvey-Berrick
" Eu tinha atravessado o fogo de amor, do ódio e da traição, e tinha sido temperado por isso, endurecido, com um acabamento em aço frio. A última coisa que eu precisava era de emoção. De sentir alguma coisa."


Seth e S​arah​ trouxeram para a vida de Luka as dores e as delícias de sua jornada e isso é o que acompanhamos no livro, sua vivencia, suas descobertas sobre desejo, paixão e o amor puro.
Luka usa sua arte para se iludir e se afastar do mundo real e as cobranças acerca do amor e paixão. Ele é dedicado tanto à sua dança quanto a todos que fazem parte de sua vida e não repara nisso, tanto que desperta o interesse de uma de suas melhores amigas (Sarah) sem se dar conta.
Sarah desde o início já chama a atenção de forma negativa, por conta de sua insistência e posteriormente por suas atitudes. Ela criou na cabeça dela um conto de fadas sem se importar com os protagonistas deste e se perdeu pelo caminho,viu que na vida real as coisas podem ser bem mais complexas.Ela muda muito ao longo do livro e o o mesmo acontece com Seth, que no início tinha minha simpatia e no fim todo o meu ódio (sentimento destinado também à Sarah).
E Elizabeta...ah! Ela é responsável por tudo de bom na vida de Luka e nos ganha desde o início. Nos sentimos desesperados e preocupados com sua vida além de felizes e apaixonados por ela e por toda a leveza que trouxe consigo.
Ela é a responsável por trazer à tona pelo lado bom que Luka pensava não ter ou precisava mostrar viesse à tona.

​A autora saiu do convencional e aqui o final e epílogo são diferentes dos típicos "E viveram felizes para sempre". O livro tem final feliz, um que creio que a maioria dos leitores irão desejar! Diante de tudo que acompanhamos durante a leitura, é o que torcemos para que o final seja como foi e nesse último momento é passamos a adorar mais ainda a autora! 

Sonhando com um livro 3 para essa série.

*Arc gentilmente cedido pela autora em troca de uma resenha sincera.

Leia Também:

1 comentários

Inscreva-se no Feed